Há alguns dias, equipes trabalham no preparo da maior paçoca do mundo

Fazer a maior paçoca do mundo pela primeira vez está sendo desafiador para a equipe que se propôs preparar a iguaria serrana. Neste sábado (22), eles farão fogo para experimentar a temperatura que possa manter a comida quente, sem o risco de queimar ou ficar fria. Serão mais de 20 horas de teste para saber a quantidade certa de lenha para chegar à temperatura ideal.

Nos restaurantes, as equipes trabalham para deixar a base da paçoca pronta. Os mais de 2 mil quilos de pinhão estão cozidos, moídos e congelados. Neste sexta, as sementes foram transferidas para o caminhão refrigerado e devem passar pelas 24 horas de descongelamento necessárias.

Os ingredientes da receita estão sendo separados em sacos de cinco quilos. “Temos uma ficha técnica com quantidades dos produtos para produzir paçoca para 20 pessoas. Multiplicamos essa referência até chegar numa receita que atenda 10 mil pessoas”, diz Ruan Rangel, do Restaurante Bistrô, coordenador do trabalho.

No dia ação haverá 12 pontos de distribuição em duas grandes bancadas. Voluntários serão responsáveis pela entrega das porções individuais de cerca de 300 gramas para os participantes.  Estudantes da rede municipal de ensino vão experimentar o prato. Além deles, as jogadoras do Leoas da Serra e do Atlético de Madri provarão a paçoca gigante. Não há venda de ingressos, pois se trata de uma ação social da Festa do Pinhão.

 

Catarinas Comunicação

Foto: Ruan Rangel